quarta-feira, outubro 08, 2008

Coisas que é melhor não dizer

A Voilá acha que eu sou ciumento e eu não a contradigo. Como diz a Avó, nunca se deve desiludir mulheres bonitas.
Mas não foi só por isso, claro, nem por causa dos ténis que não combinavam com a cor do smoking.
E até, quando ele classificou não sei-o-quê como um filme «de culto», eu deixei passar.
Mas, quando disse, pela segunda vez, que fulano era «um ícone da nossa cultura», eu, pura e simplesmente, não aguentei: liguei o sinal de alerta disfarçado no braço da cadeira D. José.
O Tião Medonho surdiu de trás do reposteiro com a Remington 24E long e pás!
Três tão exactas como de costume: a primeira, uma mão travessa abaixo da clavícula direita; outra centrada, a perfurar o esterno. E a última, à esquerda do umbigo, numa tripa qualquer.
A Voilá zangou-se por causa do copo de vinho entornado na toalha de renda.
Mas há coisas, realmente, que já não se podem ouvir.
Telefonei ao Mário-Henrique a agradecer.
Os amigos são uma coisa preciosa, é o que diz sempre a Avó.

1 comentário:

ana disse...

Gosto particvularmente do 2º desenho