quinta-feira, julho 10, 2008

Mas os adultos, Senhor...














Que é que pensam?
O Estoril não é só um Casino.

É também o Tamariz.
E um paredão por onde correm gentes.
- Que perseguem? - pergunta-se o fumador impenitente, o copo de whisky a chocalhar o gelo. - De que fogem?
- O quê, senão a si mesmos? - esclarece o rafeiro.
- De quê, senão deles próprios?

4 comentários:

gaivota disse...

tem toda a razão, mesmo quando pensam que estão a fugir dos outros.
Ainda ben que voltou.

Graza disse...

Para mim o objectivo deles é sinistro, é fazerem subir em mim este altos níveis de inveja pela impotência que tenho em correr para apanhar o Metro, quanto mais num sábado tranquilo de sol à beira mar, de tal modo que até suo só de os ver naquela azáfama.

tacci disse...

Gaivota: estou dividido. Julgava que se tratava de uma forma particular de autismo, alguns até usam auscultadores para ouvir música em vez do ruído do mar e o das outras pessoas.
Mas, se calhar, é como diz o Graza aqui em baixo. É só para nos fazer ferro.

tacci disse...

Graza: é muito capaz de ter razão. Mas a gente vinga-se. Quando eles passam resfolegando, erguemos bem alto a nossa caneca de cerveja bem gelada e dizemos uns para os outros:
- Coitados! Nunca conseguirão apanhar a própria cauda.
E rimo-nos muito.
Um abraço.